quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

clique nas imagens para ampliar

Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos Jardim dos Amiguinhos

Jardim dos Amiguinhos

Esse amiguinho chama-se Sapinho e vive no Jardim como tantos outros semelhantes a ele. Velho, sem dentes, cego do olho esquerdo, Sapinho consegue com muito pouco sobreviver.

Mas até esse pouquinho que o Jardim dos Amiguinhos pode oferecer está prestes a desaparecer.

Sem recursos financeiros suficientes, não dispomos de energia elétrica, não temos água, muitos de nossos canis estão sem portão por total falta de manutenção, o mato cresce desordenadamente, a cada dia mais se agrava nossa situação.

Para piorar tudo, nossos portões tornaram-se verdadeira fonte de desova de animais. Gente não é mais abandono é desova! Todos os dias em lá chegando nos deparamos com animais deixados nas mais deploráveis condições.

São filhotinhos, filhotes, mamães com seus bebês, cadelas prenhes com barrigas enormes, vítimas de atropelamentos, ferimentos com bicheiras, desnutridos, famintos, idosos e a cada dia vamos tendo menos e menos recursos para ajudar.

Não temos mais condições de continuar...

Por favor, nos ajudem adotando nossos amiguinhos especiais.

A população do Jardim, hoje em grande parte é composta por animais considerados "indoáveis", ou seja, idosos, cegos, deficientes, com problemas de pele já lesada de tal maneira que o máximo que conseguimos é evitar ulcerações e feridas, mas a recuperação total e boa aparência nunca mais.

Ajude-nos a encaminha-los, eles não terão para onde ir e dependem totalmente de nós.

O Jardim dos Amiguinhos não tem energia elétrica, não tem água suficiente, não tem condução própria, não tem recursos financeiros para alimentação, veterinário, acomodações decentes(canis em bom estado), enfim não está tendo nenhuma condição de continuar.

Conheça, clicando aqui, a infraestrutura precária do Jardim.

Estamos sendo a cada dia mais vencidos pelo cansaço, pelo abandono de animais e pela total falta de recursos. Em nosso site (www.jardimdosamiguinhos.com) postamos algumas fotos para que você possa avaliar um pouco melhor a situação em que nos encontramos e de nossos amiguinhos.

Aqui, você encontrará também uma relação de nossas necessidades mínimas, porém urgentes.

A melhor forma de ajudar os Amiguinhos do Jardim é conseguindo um lar, um cantinho especialmente para aqueles que precisam ser vistos com os olhos do coração, para os nossos enjeitados, desprovidos de qualquer atrativo, mas que estão vivos e precisam de amparo enquanto viverem.

Por essas razões o Jardim dos Amiguinhos pode humildemente socorro.

Nossas necessidades urgentes

Medicamentos: Agulhas 25x7e 25x8, seringas para insulina sem agulha, Capstar grande porte (urgentíssimo), Iodo Povedine, água oxigenada, Lepecid, Azitromicina.

Mão de obra: Carpidor, pedreiro , eletricista

Materiais: Cimento, areia,pedra, telhas tipo brasilit, sarafos 5, batentes, madeira para telhados, portões, dobradiças, cal para pintura, trincos, alambrados fio 12 malha 2,5 x 1m, fios elétricos 6,8 ou 10mm (360m) fio cabinho 2,5mm (150m),soquetes, interruptores, lâmpadas, fita isolante, carrinho de mão.