quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Denúncia do Jardim: Com tristeza e pesar muito grande, preciso voltar a um assunto tão deprimente, mas por conta do que continua acontecendo no Jardim dos Amiguinhos, não posso mais me calar.

Nossos Amiguinhos continuam sumindo!!!

Não sabemos se todos estão sendo levados pelos mesmos protetores ou se esses protetores através da matéria exibida no Globo Cidadania do último dia 15.09.2012 (http://redeglobo.globo.com/globocidadania/videos/t/globo-universidade/v/bichos-integra/2137851/ ) abriram precedente para que outros também o façam. Alguns de nossos amiguinhos pudemos ter a certeza  (ao menos isso!!) para onde foram e com quem estão, outros já não.

Dois pesos e duas medidas: Não posso compreender o por que ajudar, fazer tanto bem a uns e causar tanto mal a outros. Protetores de peso, de renome que aparentemente trabalham com perfeição, que devem se sentir assim; intocáveis, poderosos, acima do bem e do mal, sabem tudo, podem tudo e por isso decidem  fazer (e fazem!!) as coisas da maneira que mais lhes convém. Não importa a história do animal e muito menos a importância que eles têm para seus donos. Não precisam consultar ninguém, nem ter o mínimo de RESPEITO por nada, apenas decidem,  deliberam o que farão e fazem!!.

Sei que essa mensagem poderá gerar mais problemas,  mas volto a dizer, não posso e nem quero mais me calar, ter medo de mais nada que se refere ao Jardim dos Amiguinhos. Só quero, preciso e exijo RESPEITO. Não temos no Jardim muros e nem portões como deveria e gostaríamos que tivesse, mas temos cercas e porteiras indicando que nossos animais não estão abandonados na rua, na estrada, pois estão sempre do lado de dentro e eu gostaria que isso fosse respeitado. Certo ou errado, bem ou mal, o Jardim dos Amiguinhos é o único recurso para os animais das imediações, pois estamos próximos a 3 balsas em uma região onde quase tudo "é de ninguém", onde não há o mínimo de condições para as pessoas e quem dirá pelos animais,  uma região carente de tudo.

Quem acompanha o trabalho do Jardim dos Amiguinhos, certamente lembrará que são anos de luta, roubos de tudo: fios de eletricidade,estamos sem luz há 4 anos, bombas d'água que são vendáveis, alagamentos, assaltos á mão armada, falta de pessoas para trabalhar, tudo isso sendo vivido há mais de 25 anos.

Muito se falou e se fala sobre o Jardim dos Amiguinhos, mas maus tratos e abandono nunca. Por essa razão não entendo pessoas que andavam de mãos dadas conosco, atendendo denuncias, resgatando animais em situação de risco, apoiando e ajudando nosso trabalho, hoje não nos visita por achar que terão que nos processar no Ministério Público por maus tratos. Não querem conhecer o outro lado da história, não querem entrar no Jardim, se omitem e preferem acreditar em reportagens sensacionalistas realizadas nas porteiras do Jardim (á nossa revelia).

Reportagens e matérias que tenho certeza que foram direcionadas, pois Ilha do Bororé foi só um pretexto, nunca esses protetores renomados estiveram ou se dirigiram para lá, pelo menos não no dia em que a matéria foi realizada, pois o objetivo, o foco era o Jardim dos Amiguinhos.

Torno isso público não por que desconfio, mas sim por que as imagens provão, para quem quiser ver e acreditar (http://redeglobo.globo.com/globocidadania/videos/t/globo-universidade/v/bichos-integra/2137851/ ).

Sentem-se eles tão seguros, tão certos de que não haverá qualquer represália, "prensa" ou crítica que se acham á vontade e no direito de desrespeitar, HUMILHAR e causar sofrimento aos outros.

Não temos nada á esconder, volto á dizer, nossos animais sempre estiveram á vista, visíveis, assim como todos que nos ajudam ou querem ajudar são convidados a ver pessoalmente nosso trabalho.

Nunca fui capa de revista, não nasci em berço de ouro, não visitei outros países, não sou formada em absolutamente em nada, não tenho amigos influentes e nem recebo ajuda de nenhum Órgão do Governo e nem ajuda internacional. Não tenho propaganda e nem facilidades com a mídia, nem tampouco precisei perder nenhum animal de estimação, nem ter projetos ecológicos para daí em diante amar todos os animais. Nasci assim, amando os animais e tentando desesperadamente ajudar e ampara-los durante toda minha vida. Não tenho casa bonita, empregada, escritório de luxo, não estou estabelecida e nem realizo meu trabalho em pleno centro de São Paulo, apenas faço o que posso e deve ser feito na periferia, atravessando balsa, carregando saco de ração nas costas, não tenho carro há muito tempo, não apareço e nunca quis aparecer em matérias, reportagens, jornal, enfim na mídia divulgando o pouco que faço. Não tenho lugar para recuperação dos animais abandonados em estado mais grave, os recupero em casa mesmo, especialmente os filhotes. Mas tenho amigos colaboradores que nunca abandonam o Jardim e fazem com que eu continue meu trabalho e dessa forma tornam-se também protetores e parte integrante do Jardim dos Amiguinhos.

Peço ajuda sim! E qual abrigo não pede?

Impossível se fazer qualquer coisa só com recursos próprios, pois não sou rica, não tenho parcerias nem tampouco patrocínio de nada.

Sou assim como muitos, o lado miserável da proteção animal, mas nem por isso não mereço RESPEITO, se não pelo que hoje faço, me respeitem por tudo que já fiz.

Vizinhos: Continuo sendo monitorada pelo vizinho Trindade e Iolanda, que ameaçam e espalham a "boca pequena"  que eles acabarão com o Jardim.

Entram e saem do Jardim como bem entendem, sempre nos horários em que não há ninguém por perto. Também se sentem á vontade porque por que segundo eles mesmos dizem aos 4 ventos, que não precisam ter medo estão protegidos pois, por trás deles estão pessoas "importantes", protetores de renome e poderosos que são mão forte na proteção animal. Provavelmente eles cumprem ordens e estão sob comando desses grandes.

Tentativa de contato: Encontra-se a disposição em nosso site cópia do e-mail enviado ao Instituto Nina Rosa na esperança de podermos mostrar nosso trabalho e evitar que o mal se torna-se maior. Tudo em vão, não obtive qualquer tipo de resposta.

Envio essa mensagem a todos que acompanham e ajudam o Jardim para que nada permaneça escondido e para que qualquer coisa que possa acontecer a mim ou aos Amiguinhos do Jardim todos saibam de onde tudo começou.

Muita paz e muita luz.

Sem mais.

Nilce - Jardim dos Amiguinhos

Segue conteúdo de email enviado pelo Jardim ao Instituto Ana Rosa:

Gostaria como de outras vezes estar lhe enviando esse email para agradecer a ajuda recebida. Mas infelizmente...não.

Vejo e revejo a matéria exibida pela Globo dia 15.09.2012 no programa Globo Cidadania e não consigo acreditar no q vejo. Aquele não é um local de desova de animais, nem é Ilha de Bororé, nem tão pouco uma estrada qualquer. Ali é o Jardim dos Amiguinhos.Não posso acreditar que vc Nina Rosa, não tenha percebido que trata-se de uma propriedade particular, um sítio, ou seja o Jardim dos Amiguinhos, não posso acreditar nisso.

Assisto nossos animais sendo atraídos com ração, nas 1.as horas do dia e serem "retirados" de lá.Quero mt entender por que o Jardim dos Amiguinhos e por que dessa maneira.

Mônica: a cachorra que o Lito diz ser cega de um dos olhos é uma mestiça muito vira-latas de Husky, tem um olho azul e um castanho.Foi resgatada do CCZ de Santo André, do corredor da morte qd isso ainda era permitido.Estava conosco há + de 10anos, foi adotada 3 vezes e devolvida, pois não se adaptou.

Lelinha:6 anos conosco, deixada ainda bb, criada de mamadeira,foi adotada e tbm não se adaptou.

Vandinha:conosco há 2meses e meio. Abandonada no Jardim com a boca tomada por espinhos e ainda estava em recuperação.Vandinha ganhou todo o procedimento da APASCS.

Menina:Conosco há + de 10anos, resgatada do cemitério de Vila Alpina, junto com seu irmãozinho, os dois ainda bbs.Ele foi espancado e perdeu completamente a visão.Cego, Menina tornou-se a luz de seus olhos.Nunca foram doados,pois eram inseparáveis.Agora estão separados porquê ela foi "levada".

San:Mestiço de Rottweiler,há 2meses conosco em recuperação,abandonado com um enorme hematoma na cabeça e um ferimento nas costas, tinha tanta fome que não conseguia ficar em pé.

San já estava adotado, aguardava apenas castração.

Amandinha:Prognata, cega de um dos olhos por catarata, conosco há 6anos, foi abandonada amarrada nos portões do Jardim.

Trapo: é o cachorrinho preto q vcs dizem na matéria estar com a pata quebrada.Foi abandonado há 4meses com sarna, bicheira na cabeça e na pata além de muitos carrapatos.Ainda está se recuperando de td isso e não apoia a pata no chão.

Os animais, os Amiguinhos "levados" por vcs não estavam na rua, não estavam na estrada abandonados, estavam no Jardim dos Amiguinhos, que bem ou mal os acolheu e socorreu quando vcs não estavam lá.

Nossos Amiguinhos estão "sumindo", "desaparecendo" e agora sabemos como, mas não entendemos por que dessa maneira.

Sei q no seu modo de ver e entender,os abrigos não deveriam existir, devem acabar e nós do Jardim, mais do que ninguém concordamos, pois vivenciamos isso há tanto e tantos anos.Mas, se no seu conceito, nós dos abrigos somos um mal,ainda somos um mal necessário razão pela qual não consigo entender e acreditar no que assisti.

Por isso esse email, para convidá-la a visitar e conhecer o nosso trabalho.Gostaria q vc Nina Rosa, entrasse no Jardim, uma vez q tenho certeza q vc esteve só nos portões.

Confiando e acreditando na possibilidade de tudo poder ser feito diferente, e para melhor, gostaria q vc aceitasse meu convite e viesse nos visitar.

Estamos todos na mesma luta, embora com enorme diferenças de posição e opiniões, mas não podemos ser donos da verdade. Somos todos necessários, cada qual fazendo sua parte, dando o seu melhor.

Quero mt recebê-la e quem sabe até alguns dos nossos Amiguinhos do Jardim possam sair em sua companhia, com dignidade e pelas portas da frente.

Agradeço desde já seu apreço e consideração e aguardo seu retorno.

Muita paz.

Nilce - Jardim dos Amiguinhos

clique na imagem para ampliar

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Abandonados no dia 12 de outubro - Dia das Crianças

  • Mamãe com três bebês (filhotes) e junto uma amiguinha com fratura na pata trazeira já calcificada.
  • Quatro bebês, as fotos mostram como eles chegam ao Jardim, semi mortos de  fome, desnutridos, cheios de piolho, pulga, sarna e claro, diarréia intensa.
  • Bebezinha Pretinha, onde as pintinhas brancas que aparecem são bichos, larvas, provavelmente da vinda da mãe que com certeza estava morta.

Precisamos de muita ajuda e constante para podermos continuar lutando, sendo sempre urgente ração para adultos e filhotes, Front Line Plus para os filhotes que chegam infestados de tudo.

Boas Notícias

Quanta alegria meu Deus, não estamos conseguindo acreditar.

Água...tão importante, tão necessária, tão preciosa... anos de luta para conseguir um pouco mais de água,
Nossos agradecimentos ao pessoal Centro de Controle de Zoonoses de São Bernardo do Campo que compreendeu nossa necessidade de ter mais água e se empenhou para nos ajudar a ter mais água.
Obrigada a todos que de alguma forma nos ajudou nessa batalha pela água.

Parceiros, padrinhos e madrinhas que nos ajudam doando sempre tudo que podem (e às vezes o que não podem) num esforço mútuo para que possamos conquistar dias melhores para os amiguinhos do Jardim.

Que Jesus e São Francisco de Assis os abençoe hoje e sempre.

Nossos animais continuam "desaparecendo", "sumindo"...

Para nós é extremamente doloroso a cada dia descobrir que nosso amiguinhos já há tanto tempo conosco sumiam sem que soubéssemos o paradeiro.

Somos procurados quase todos os dias para socorrermos e abrigarmos animais. Além do abandono que é incontrolável, sofremos demais, pois não podemos ajudar os que agora chegam trazidos pelos seus "donos".

O Jardim dos Amiguinhos hoje abriga cerca de 200 animais entre adultos, idosos e filhotes. Estamos com aproximadamente 30 filhotes com idade de 2 à 6 meses, entretanto esses amiguinhos precisam de ração diferenciada, vermífugo, vitaminas, vacinas e Front Line Plus e posteriormente castrações.

Tudo isso para que eles possam ter a chance de serem encaminhados para adoção, o que na maioria da vezes não acontece, porém só podemos fazer isso contando com vocês, com sua ajuda.

Colabore para que possamos continuar a dar o mínino necessário para que mesmo não fazendo o melhor consigamos amenizar a fome e o sofrimento que o abandono causa.

Precisamos muito de:

  • Ração para adulto e filhotes - sempre nossa prioridade.
  • Front Line Plus para os filhotes, por ser menos agressivo e elimina pulgas, piolhos e carrapato.

As fotos de hoje mostram os amiguinhos que foram abandonados na semana.

clique na imagem para ampliar

domingo, 7 de outubro de 2012

Os Amiguinhos do Jardim precisam comer e beber e muitos ainda estão em tratamento e recuperação, sobrevivem por conta da sua ajuda. Vivemos de doações e agora precisamos de mais ajuda ainda, pois eles continuam lá...

Com os últimos acontecimentos a situação do Jardim, como já era de se esperar, só piorou!!

Com o endereço praticamente divulgado, as dificuldades só tem aumentado.

Nestes últimos dias o que estamos conseguindo é somente mais abandono, mais necessidades e mais problemas. Abandonos da semana:

Cristal - Pitbull, dócil, brincalhona, uma moleca ainda não tem um ano de idade, precisa de um lar urgente.

Caco - Velho, quase cego, faminto e com priapismo. As fotos falam por sí.

Esses filhotes chegaram com sarna, piolho, raquitismo, diarréia, fome , fome e muita fome e vieram para se juntar a mais oito que estamos amamentando. Esses bebês consomem diariamente dois litros de leite e um pacote de Mucilon de 400 grs , calcilan ou Kaliamon B12 e alguns já comem ração para filhotes.

Precisamos de ração urgente, são 120 kgs. de ração para os adultos e 10 kgs para filhotes.

clique na imagem para ampliar